KALORIAS

Menu
Fechar

KALORIAS

Rótulos

Rótulos

Maio, 2017

Os rótulos são o cartão de cidadão da maior parte dos alimentos que consumimos, através da sua leitura/interpretação conseguimos fazer escolhas mais acertadas e conscientes.

 

Atualmente vivemos num mundo onde fazer a escolha alimentar mais acertada é um desafio e consegui-lo é um objetivo que muitos utilizam como motivo de valorização pessoal, tão, mas tão importante, que fazem questão de partilhar com o mundo nas mais diversas redes socias.

Mas será que sabe mesmo fazer as melhores escolhas alimentares, pense no assunto enquanto nós ajudamos.

Num rótulo existem informações de carácter obrigatório e de carácter opcional que deve levar ao conhecimento do produto.

 

Segundo o Regulamento (EU) N.º 1169/2011 as menções obrigatórias são:

embalagem números

Fonte: Rotulagem alimentar: um guia para uma escolha consciente, Coleção E-books APN: N.º 42, março de 2017; ISBN: 978-989-8631-23-7

.

1 Denominação comercial: Nome comercial pelo qual o produto é conhecido, atribuído pela marca.

2 Data limite de consumo e data de durabilidade mínima: Data até qual o produto conserva as propriedades específicas nas condições de conservação adequadas:
– Data limite de consumo – Consumir até: dia/mês”: utilizada para os alimentos que facilmente se deterioram (iogurte, leite, queijo);
– Data de durabilidade mínima – “Consumir de preferência antes de: dia/mês”: aplicada a alimentos com duração inferior a 3 meses (manteiga, pão de forma); “Consumir de preferência antes do fim de: mês/ano: aplicada a alimentos com durabilidade de 3 a 18 meses (cereais de pequeno-almoço, arroz, massa); indicar apenas o ano: aplicado a alimentos com duração superior a 18 meses (conservas, mel, compotas).

3 Quantidade líquida: Quantidade de produto contida na embalagem, expresso em volume (litro) ou em massa (quilograma).Quando um género alimentício estiver envolvido num líquido, deve ser indicado o peso escorrido.

4 Controlo metrológico – Letra “e “: Significa que o Instituto Português da Qualidade certificou que o conteúdo declarado pelo fabricante, embalador ou distribuidor está dentro das margens de erro permitidas. Encontra-se ao lado da quantidade líquida do produto alimentar.

5 Código de barras: É constituído por um conjunto de barras brancas e pretas e 13 dígitos, de leitura ótica. O código de barras identifica o país da empresa produtora, o produto dentro da empresa e serve de controlo de stocks e vendas.

6 Lote: Permite reconhecer a proveniência do produto e identificar qualquer acidente no circuito de produção e de comercialização. Conjunto de unidades de venda (indicado com a letra L seguida de algarismos) de um produto alimentar que foi produzido, fabricado ou acondicionado em circunstâncias praticamente idênticas. É facultativo se o rótulo do produto apresentar na data de durabilidade mínima ou data limite de consumo o dia e o mês. A indicação do lote pode não estar no rótulo, mas na embalagem.

7 Marca de salubridade comunitária: Constituída por 3 siglas, o nome do país ou código internacional (PT), o código da unidade industrial que fabrica ou produz o produto (XXX OOO) e a sigla da União Europeia (EU/CEE), apenas obrigatório em produtos com origem animal.

8 Logótipo de produtos biológicos: O logótipo biológico da UE apenas é utilizado se o produto em causa for produzido em conformidade com os requisitos legais da União Europeia.

9 Denominação de venda: É o nome do produto alimentar (ex.: iogurte, leite, bolachas) e não deve ser confundida com a denominação comercial. Deve constar na sua denominação o estado físico do produto ou do processamento a que o produto foi sujeito (ex.: fumado, pasteurizado, congelado, concentrado).

10 Lista de ingredientes e alergénios: Elaborada por ordem decrescente das quantidades de todos os ingredientes que constituem o produto alimentar. Os ingredientes que provoquem alergias ou intolerâncias (alergénios), devem ser indicados na lista de ingredientes por uma grafia que a distinga dos restantes (ex: água, farinha de trigo, …) . Também devem ser indicados na lista os aditivos adicionados ao produto, designados pela categoria (ex.: antioxidante; corante), nome específico (ex.: ácido L-ascórbico; dióxido de enxofre) ou letra E seguida de 3 algarismos (ex.: E300; E220). Todos os aditivos alimentares autorizados estão listados pela União Europeia, listagem sujeita a alterações, atualizações, em resultado da aprovação/exclusão de aditivos. E100-E199 – Corantes / E200-E299 – Conservantes / E300-E399 – Antioxidantes / E400-E499 – Emulsionantes, Estabilizadores, Espessantes, Gelificantes e outros.

11 Ponto verde: Significa que o fabricante, embalador ou distribuidor contribuiu financeiramente, num sistema de recolha seletiva para que as embalagens sejam recolhidas, recicladas ou incineradas, contribuindo para um melhor ambiente.

12 Modo de preparação e utilização: Deve constar no rótulo, quando a sua ausência dificultar uma utilização adequada do género alimentício (ex.: Modo de preparação – Retire o produto do frigorífico 15min antes de usar).

13 Condições de conservação: São obrigatórias sempre que a sua omissão não permita uma correta conservação do produto (ex.: Conservar a -18ºC; Conservar em local fresco e seco).

14 Nome e morada da entidade: Nome, firma ou denominação social e morada do embalador, importador ou armazenista, responsável por todas as menções presentes no rótulo.

15 Região de origem: Presente no rótulo quando a sua omissão seja suscetível de induzir o consumidor em erro relativamente à origem do produto (ex.: Queijo da Serra; Pão de Mafra).

16 Número de porções: Indica o número estimado de porções presente na embalagem.

17 Declaração nutricional: Descreve o valor energético e os nutrientes de um género alimentício (ex.: lípidos, hidratos de carbono, proteínas, vitaminas e minerais).

.

Declaração Nutricional Obrigatória incluí: Valor energético (Hj/Kcal), Lípidos e ácidos gordos saturados (g), Hidratos de carbono e açúcares (g), Proteínas (g) e Sal (g):

 

* Título alcoométrico (sempre que a bebida apresente um título alcoométrico superior a 1,2%)

.

Não se deixe enganar!

Bons treinos!

 

Por Ema Roupa; Nutricionista dos Clubes Kalorias de Sines e Santiago; membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas 2328N.

 

Bibliografia:
– Rotulagem alimentar: um guia para uma escolha consciente, Coleção E-books APN: N.º 42, março de 2017; ISBN: 978-989-8631-23-7
Partilhe com os seus amigos

Escreva um comentário


O seu endereço de email não será publicado.

KALORIAS


CLUBE DE SAÚDE

Compro